A Fundação Grünenthal utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência de navegação, oferecer conteúdo personalizado e melhorar os seus serviços. Utilizamos scripts analíticos que colocam um cookie de rastreamento mas apenas ativamos esses serviços com o seu consentimento. Se clicar em “Aceitar”, está a consentir com a utilização desses scripts analíticos.

Pode retirar o seu consentimento em qualquer altura Para o fazer, modifique as suas configurações neste Website seguindo este link para a nossa Declaração de Privacidade com as opções de configuração: Ir a definições

Aceitar

;

10/11/2019

Lisboa, 11 de outubro de 2019 – A Fundação Grünenthal acaba de premiar um projeto de investigação clínica e outro de investigação experimental, através do Apoio a Projetos de Investigação na Área da Dor, no valor total de 20 mil euros.

Com o principal objetivo de investigar a eficácia e segurança a curto e longo prazo de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) intradérmicos e lidocaína (administrada por mesoterapia) para o tratamento de Epicondilite Lateral, o projeto intitulado “MILES STUDY – Mesotherapy In Lateral Epicondylitis, a prospective randomized controlled Study” foi um dos grandes vencedores. Dos autores Vítor Teixeira, Pedro Andrade, Maria de Lurdes Narciso, Elsa de Sousa, Fernando Saraiva e João Eurico da Fonseca, da Unidade de Investigação de Reumatologia do Hospital Santa Maria, E.P.E (CHLN), este estudo pretende ainda identificar os preditores clínicos, funcionais, ultrassonográficos e bioquímicos do sucesso ou fracasso do tratamento e possível reincidência.

O segundo trabalho vencedor foi atribuído a Hélder Aguiar, da equipa intra-hospitalar de Cuidados Paliativos do Centro Hospitalar do Entre Douro e Vouga, E.P.E (CHDV), Joana Rente, Eunice Almeida, André Ribeiro, Júlia Alves, Ana Carrancha e Ângela Lopes Simões. Denominado “Estudo Antes e Após Intervenção das Equipas Intra-Hospitalares de Suporte em Cuidados Paliativos no Controlo da Dor (EIHSCP)”, este consiste em avaliar o impacto das EIHSCP no controlo da dor dos doentes que acompanham, identificar as escalas de monitorização da dor utilizadas em ambiente clínico e identificar estratégias de acompanhamento e intervenção perante a pessoa com dor acompanha por estas equipas.

O Apoio a Projetos de Investigação na Área da Dor lançado este ano pela Fundação Grünenthal tem como propósito apoiar até dois projetos de investigação, clínica ou experimental, dotados de 10 mil a 12 mil euros cada um. A este Apoio podem candidatar-se investigadores a trabalhar em instituições académicas ou outras.

Os vencedores apresentaram os seus projetos, esta quinta-feira, no Colóquio da Fundação Grünenthal, que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Sobre a Fundação Grünenthal:

A Fundação Grünenthal é uma entidade sem fins lucrativos que tem por fim primordial a investigação e a cultura científica na área das ciências médicas, com particular dedicação ao estudo da dor e respetivo tratamento.

Para mais informações consulte www.fundacaogrunenthal.pt

Maria João Serra

ATREVIA Lisboa


E-Mail mmoreira@atrevia.com

Phone 21 324 02 2

Mobile 914 027 327


Carina Monteiro

ATREVIA Lisboa


E-Mail cmonteiro@atrevia.com

Phone 21 324 02 2

Mobile 914 027 327