Primeira Cátedra da Dor em Portugal

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e a Fundação Grünenthal assinaram um protocolo pioneiro para a criação da primeira Cátedra em Medicina da Dor, em Portugal, destinada a apoiar a investigação e a formação nesta área do conhecimento médico.

"A ligação da FMUP às empresas é um objetivo estratégico que perseguimos", explica José Agostinho Marques, diretor da FMUP. "Este protocolo representa o reconhecimento do impacto da Dor e coloca a FMUP na vanguarda da formação em Medicina da Dor, no nosso país", acrescenta.

"As insuficiências de formação específica em dor, tanto pré como pós-graduada, têm constituído uma importante barreira ao seu correto tratamento. O sub-tratamento da dor tem impacto na qualidade de vida das pessoas, com repercussões sociais e económicas avultadas. Com este protocolo pretendemos colmatar essa lacuna na formação e incrementar as atividades docentes em dor", refere Walter Osswald, presidente da Fundação Grünenthal.

Esta Cátedra será integrada no Departamento de Biologia Experimental da FMUP, com reconhecida atividade investigacional e formativa na área da Medicina da Dor. O protocolo entra em vigor imediatamente após a sua assinatura e tem duração de dois anos.
 

www.dor.med.up.pt

última atualização:  26.10.2011

 
  • © Fundação Grünenthal
  • Contraste
  • Texto + -
  • Imprimir
  • Compartir en: facebook
  • Compartir en: twitter
  • rss